12 ago

Motores eficientes geram economia de energia na indústria.

  • l3773r4

Quase 26% da energia produzida pelo país é consumida por motores elétricos industriais.

No Brasil, quase 26% da energia é consumida por motores elétricos industriais. Apenas em 2016, o desperdício de energia causado por esses equipamentos foi equivalente ao consumo médio de 4,47 milhões de residências ao longo de um ano. Ou praticamente duas vezes a produção da usina nuclear Angra 1, que fica no município fluminense de Angra dos Reis. Entre 2013 e 2016, o desperdício cresceu quase 19%. Os números fazem parte de uma pesquisa divulgada em 2016 pela PUC do Rio de Janeiro em parceria com o Instituto Brasileiro do Cobre (Procobre).

Os motores elétricos são importantes para os processos industriais. Seu uso se dá, por exemplo, em ventiladores, bombas hidráulicas e compressores de ar, com o propósito de converter a energia elétrica em mecânica. Não é exagero dizer que eles são responsáveis por movimentar a indústria.

A idade média dos 20 milhões de motores industriais existentes no Brasil é considerada alta: 17 anos. Para um a cada dez, ela ultrapassa os 40 anos. Pesa contra esses equipamentos a tecnologia defasada, já que, hoje em dia, os motores são desenvolvidos com altos índices de rendimento. Isso significa que os motores são mais eficientes e trabalham com o menor gasto de energia possível.